terça-feira, 30 de maio de 2017

Há dois Papas?

O texto de Frei Bento Domingues - Bento XVI renunciou à sua renúncia? - no PÚBLICO do passado domingo impressionou-me. Vindo dum sacerdote, dominicano, dá que pensar. O que nos diz? Pois que o prefácio laudatório que o Cardeal Ratzinger, ex-Papa BentoXVI, escreveu para um livro do Cardeal Sarah é o o texto dum "morto institucional" pois é essa a situação do prelado depois da sua renúncia ao cargo de Bispo de Roma. Mas diz mais, que o livro referido é claramente um "ataque" à linha social do Papa Francisco. O que parece ser totalmente verdade, a avaliar pela transcrição de algumas frases lá impressas. Senão vejam: "enquanto a Igreja não conseguir dissociar-se dos problemas humanos, ela acabará por falhar na sua missão" e "a Igreja está gravemente equivocada quanto à natureza da crise real, se ela acha que a sua missão essencial é oferecer soluções apara os problema relacionados com a justiça. a paz, a pobreza,a recepção de migrantes, etc, enquanto negligencia a evangelização".
Registo e partilho, nada mais! Embora não deixe de reiterar a minha admiração cidadã ao Papa Francisco e esse, felizmente... está "vivinho da costa"!

Fernando Cardoso Rodrigues

3 comentários:

  1. Na verdade há dois Papas, um recolhido, outro na fila da frente. Num período histórico, em que ninguém quer perder o protagonismo, a situação da Igreja Católica merece ser aprofundada, porque estando próxima da santidade, os seus artífices são homens.

    ResponderEliminar
  2. Talvez a decrepitude do alemão tenha aí um papel. O Papa Chico é um homem muito mais lúcido, apesar da debilidade física ser bem evidente. Que Deus o conserve!

    ResponderEliminar
  3. De facto, quanto mais terreno for FRANCISCO, mais eterno será.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.