sábado, 13 de maio de 2017

A 13 de Maio de 1699, nasce Marquês de Pombal

Resultado de imagem para marquês de Pombal











A 13 de Maio de 1699, nasce, em Lisboa, Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal e Conde de Oeiras, foi um nobre diplomata e estadista português. Foi secretário de Estado do Reino, durante o reinado de D. José I de Portugal de 1750-1777, sendo considerado, ainda hoje, uma das figuras mais controversas e carismáticas da História Portuguesa. Poderoso ministro do Rei D. José I de Portugal, o seu nome fica sempre ligado ao tenebroso processo dos Távoras, e à reconstrução de Lisboa depois do terramoto de 1755.
Faleceu a 8 de Maio de 1782, em Pombal e está sepultado na Igreja da Memória, em Lisboa.

5 comentários:

  1. Que mais logo o povo de desloque para a praça com seu nome e junto à estátua deste conhecido estadista dê largas à sua alegria e festeje dignamente.

    ResponderEliminar
  2. Não o posso acompanhar nesse desejo pois gostaria bem que o meu Vitória fizesse "sofrer" mais uma semana os corações benfiquistas...

    ResponderEliminar
  3. Compreendo-o perfeitamente e lamento que o adversário seja o seu V. Guimarães, clube com quem aliás simpatizo. Mas mais uma semana de sofrimento penso não haver nexexidade disso. (no momento que lhe respondo o SLB coloca o marcador em 2-0. Mas foguetes . . . só no fim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que "cabazada" apanhámos! Mas a gente "vinga-se" na final da Taça de Portugal!...
      O Mário Jesus a ensinar-nos e nós com o futebol às voltas! O que vale é que ele também gosta da "bola"!

      Eliminar
  4. Vejamos as coincidências interessantes neste acontecimento: o Marquês nasce no mesmo dia que aparece (nasce) a Senhora de Fátima. Um na capital, outra na aldeia. Um rodeado de pessoas importantes, outra aparece a crianças simples e modestas. Um tem a maior estátua na capital, outra a maior catedral da país. Um perseguiu os Jesuítas, a outra é adorada pelos mesmos Jesuítas, cujo Papa é o expoemte máximo desta Ordem Religiosa. A vida é tido isto e mais o que esta descrição não comtempla. Um abraço para todos.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.