segunda-feira, 8 de maio de 2017


Mãe

Recordo quando era criança as nossas brincadeiras
O teu jeito engraçado de inventar e contar histórias
As minhas traquinices eram motivo de grandes canseiras
Que guardo com ternura nas minhas velhas memórias.

O tempo deixou um testemunho de cumplicidade
Eu sinto orgulho de seres a melhor Mãe do Mundo
A tua sabedoria foi um ensinamento de verdade
Que fez de mim um ser Humano melhor e profundo.

A tua educação ensinou-me a tolerar e a respeitar
A entender e aceitar todos os desafios da vida
O teu amor foi como uma flor no jardim a perfumar
A colorir os problemas quando me sentia perdida.

 O Amor de Mãe é único e verdadeiro
É capaz de ultrapassar sérias dificuldades
Torna a sua vida preenchida a tempo inteiro
Numa dedicação genuína de  amor e felicidade.

Ana Santos
Vilar de Andorinho



Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.