quarta-feira, 28 de junho de 2017

CHE

Palavra de honra. Cada vez sinto a revolução mais próxima. O capitalismo está podre. Fede por todos os lados. Lembro-me de ti, Comandante Che Guevara. Como nunca quiseste o poder, como sempre combateste o imperialismo. Como sempre foste um exemplo para nós.
Comandante, estou farto de vedetas cor-de-rosa, de vigaristas, de vendilhões, de banqueiros, de comentadores de treta, de macacos que vendem pai e mãe na praça pública. Che, tu eras diferente. Deste a vida pela Humanidade. Como tu houve poucos ao longo da História. Não os suporto mais, Comandante. Não aguento mais vê-los a pavonearem-se na TV com as suas panelinhas, com as suas caridadezinhas. No entanto, Comandante, eu sei que isto vai rebentar nos próximos anos. É inaceitável tanta escravidão, tanta exploração, tanta castração, tanta ganância. A vitória final será nossa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.