quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

VAI PRESA POR BURLAR O BES

Resultado de imagem para justiça desequilibrada

Existe um provérbio bem popular, que diz, que o seguinte “ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão”. Mas antes de passar efectivamente à respectiva noticia, quero ressalvar que não me estou a atrever ou a pensar, que esteja a “plagiar”, o título de uma notícia inserida na edição de ontem dia 16 de Fevereiro, na página 17 do Jornal de Notícias, com o título bem sugestivo…”VAI PRESA POR BURLAR O BES”. E esta, hein?!
Mas porque somente achei ale 2 à referida notícia, tendo até ao mesmo tempo ter achado igualmente um pouco irónica, e até dá que pensar e ficar com um sorriso meio amarelado, mas, no fundo, no fundo, até acaba por ser engraçada, sem ter piada nenhuma, pois o que BES, quero dizer os seus altos responsáveis fizeram que delapidaram os seus clientes que confiaram as suas poupanças, e aos tais “cabecilhas” e principais responsáveis, a esses nada tem acontecido…pergunto, está alguém do BES preso por burlar os clientes? Não.
Como devem calcular, e decerto não devem estar a pensar que comungo ou estou a defender de forma alguma, as “maroscas”, que alguns "espertalhões" cá da nossa praça, fazem e se aproveitam de determinadas situações e oportunidades para assim se iram governando…infelizmente.
Mas passo a produzir, com a devida vénia, parte da notícia, que é a seguinte.
Não é...que a “Dona de uma empresa de condomínios obteve crédito em base em documentos falsos”, burlando assim o BES.
Coitado do BES, que enganou os seus clientes em milhares de euros, que confiaram as suas poupanças, nesse banco, de décadas de sacrifício para conseguirem amealharam uns “tostões”, para salvaguardarem a sua velhice para uma maior tranquilidade, para os restantes anos da vida de cada um, e foram enganos…e qual foi o resultado dos responsáveis do BES em termos de justiça? Zero. Está alguém preso? 

(Texto-opinião, publicado na edição Nrº. 45825 do Diário de Notícias da Madeira de 20
 de Fevereiro de 2016) 
(Texto-opinião (resumido), publicado na revista VISÂO de 25 de Fevereiro de 2016)
(Texto-opinião, publicado na edição do Jornal de Notícias de 2 de Abril de 2016)

Mário da Silva Jesus

2 comentários:

  1. Só as pessoas inocentes é que acreditam que esta administradora de empresa burlou o BES. Isto são manobras combinadas com os gerentes que aprovam os financiamentos, dos quais sempre resultam algumas prendas para os decisores, familiares e amigos. No final, os burlados somos nós, pois é do orçamento do estado, cujas encargos são cobertos pelos nossos impostos, que sai a receita final.

    ResponderEliminar
  2. Não passa de mais uma 'anedota' do engodo em que todos estamos metidos.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.