segunda-feira, 2 de maio de 2016

A ÉPOCA FUTEBOLÍSTICA ESTÁ A CHEGAR AO FIM, PARA SOSSEGO DE TODOS OS 'GUERREIROS'

A época futebolística está a chegar ao fim, para sossego de todos os 'guerreiros'
A Liga NOS, referente à época de 2015/16, do descontentamento de cada um de nós, conforme as cores clubísticas que professamos, está ao rubro e finalmente a chegar ao seu término, sem que a duas jornadas de encerrar do pano e a cortina fechar sobre esta época, ainda não se vislumbre qual será o vencedor, deste fanático e frenético campeonato, que durante vários jornadas, foi disputado de lado a lado, entre os três grandes do desporto rei cá do nosso burgo, isto é entre o FC Porto, que devido aos maus resultados que foi vindo alcançando, já para o final desta liga, começando a oscilar e denunciando as suas fragilidades, como equipa e conjunto, numa época algo agitada com mudança de técnico, não muito apropriada numa equipa como FC Porto, que habituou os seus adeptos e simpatizantes a mostrar algo de mais, e que devia dar mais de si, mas as contingências do próprio futebol é mesmo assim, vindo gradualmente a perder terreno a favor dos seus principais opositores diretos, o Benfica e Sporting, cujo vencedor sairá entre os dois velhos rivais e vizinhos da segunda circular, isto é, o Benfica e Sporting.


Ah! Mas, ainda temos, pela frente para se chegar ao final da época "futeboleira" a final da Taça da Liga, com o patrocino dos CTT, que será realizada no Estádio Municipal de Coimbra, entre o Marítimo da Madeira, o primeiro finalista já conhecido, que eliminou na 1ª. Meia-final o Portimonense, e o outro finalista que será encontrado na disputa entre o SL Benfica e o Sporting Clube de Braga. Depois, finalmente a final da Taça de Portugal, segunda prova mais importante do calendário panorâmico do futebol português, que irá ser disputada entre o FC Porto, que não está presente neste evento desde da época de 2010/11, no qual bateu o Vitória de Guimarães por um expressivo resultado de 6-2, e o Sporting Clube de Braga, finalista vencido frente ao Sporting CP, na época transacta, na marcação de grandes penalidades por 3-1, depois do tempo regulamentar e após prolongamento se registar um empate por 2-2.


Nestas duas últimas jornadas que ainda faltam para o fecho desta I Liga, tudo está em aberto. O Sporting CP cimentou ainda mais a sua perseguição ao Benfica, após um resultado favorável, mas somente inesperado para quem não acompanha de perto a boa época dos comandos do polémico e muito agitado treinador Jorge Jesus e seus pares, frente ao sempre todo-poderoso FC Porto, por 3-1, depois de nove épocas de autêntico jejum na casa do Dragões, lá para os lados dos de Alvalade.





Tem sido o campeonato da chamada "polémica", e da desconfiança, em redor, de árbitros, jornalista, comentadores "feitos à pressão", e pela luta e da disputa e das palavras, especial e sem facciosismos da parte deste "escriba", vindas dos lados, em especial daqueles que não ganham há catorze épocas, o respectivo campeonato. Contudo, e se por ventura o Sporting CP, de Bruno de Carvalho e seus pares, chegaram à meta como os vencedores desta I Liga, serão decerto os dignos, conquistadores, pois lutaram com toda a dignidade (?), para conseguirem tal feito, mesmo sem contudo terem demonstrado o devido "fair-play", próprio dos verdadeiros e humildes campeões. Pois infelizmente todos os pormenores servem para desculpas esfarrapadas e sem sentido e provocarem a confusão e a desconfiança. Faz-me recorrer a uma velha máxima que é a seguinte…"quem não está a meu favor está contra mim".

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal  RECORD de 02 de Maio de 2016)
(Texto-opinião, publicado na edição Nrº. 45899 do Diário de Notícias da Madeira de 04 de Maio  de 2016)

MÁRIO DA SILVA JESUS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.