quarta-feira, 11 de maio de 2016

O INFERNO

Como é possível ser o ser humano, ao mesmo tempo, um espírito superior, capaz de grandes prodígios, de grandes obras, de gestos de pura bondade, e um merceeiro, um mercador, um escroque? E o mais preocupante é que são os pequenos os que mais se maltratam uns aos outros, os que mais se pisam, os que mais se atropelam na corrida global. Depois há esse bando de gestores, financeiros, empresários, banqueiros que vendem pai e mãe na praça pública e acumulam milhões enquanto exploram e escravizam os outros. Isto para não falar na legião de políticos corruptos, especuladores e agiotas ao serviço da máquina. Construiu-se também um sistema de lavagem ao cérebro que inculca os "valores" da competição e da rapina, sobretudo via media mas que também vem da família, da escola e do trabalho. Ou seja, um autêntico inferno de onde se safam os mais "aptos". Darwinismo social. Enquanto isso, a pobreza, o desemprego, as desigualdades sociais, as depressões, o tédio, as doenças mentais, os suicídios sobem em flecha. Como é possível tanta injustiça? Como é possível o homem tão desigual?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.