sexta-feira, 2 de junho de 2017

E TRUMP CONTINUA?



A Comunidade Científica Mundial não tem qualquer duvida que as alterações climáticas são uma realidade, que os seus efeitos são calamitosos, e que vão ainda piorar, mesmo se todos os países signatários, cumprirem o Acordo de Paris. Agora se não o cumprirem, evidentemente, serão ainda muito piores. Mas, para além dos especialistas na matéria, quem é que, com um mínimo de sensibilidade e equilíbrio mental, duvida disso? Quem é que não se apercebeu já, da alteração das estações? Das frequentes chuvas torrenciais, dos longos períodos de seca, das bruscas e acentuadas  alterações térmicas? E é preciso ter-se formação especifica na matéria, para se verificar e até para se imaginar, os efeitos destes fenómenos na vida animal e vegetal, a nível local,regional e planetário? Pois bem! Parece que há pelo menos uma pessoa que ainda não. E essa pessoa, não é uma pessoa qualquer. É só o presidente do país que em 2015 lançou para a atmosfera 5,15 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2) e que, como signatário do Acordo de Paris, se tinha comprometidos reduzir até 2025, entre 26 a 28% das suas emissões, comparadas com as de 2005. Agora, Trump, não respeita o que o seu antecessor em nome dos EUA, se tinha comprometido , e diz não cumprir tal acordo. E a questão que se põe é a seguinte; a começar pelos seus compatriotas, mas toda a humanidade, (porque toda ela é afetada) vai permitir que apenas um homem lhe cause a si, e ao próprio planeta, tão catastróficos e irreversíveis danos?
Francisco Ramalho

Corroios, 2 de Junho de 2017

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.