terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Mais um peixe graúdo caído na rede da Justiça

Segundo notícias frescas, acabadas de chegar ao nosso conhecimento, o ex-presidente do INEM, de seu nome Luís Cunha Ribeiro, terá burlado o Estado, que tão bem o tem sustentado, no montante estimado de 100 milhões de euros.
E tudo isto em negócios da compra de sangue e seus derivados em monopólio, através de uma empresa amiga, em detrimento de outras e do sangue colhido dos muitos milhares de dadores nacionais.
Este voraz peixe de grande calado, que tem tido vários lugares de topo no mundo da saúde para marear ‘criminosamente’ como lhe convinha, servia-se das suas influências dos cargos que tinha para lesar – assim dizem as notícias – o erário público em muitos e muitos milhões de euros, num sangramento altamente corrupto para as parcas posses da nação.
Resumindo: são estes peixes devoradores que têm abalado os alicerces da nação e não a arraia-miúda, como muitos apregoam, a qual só tem petinga para sobreviver a tais predadores.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.