sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

SENHOR BRUNO DE CARVALHO, O FUTEBOL PORTUGUÊS, PRECISA DE PACIFICAÇÃO


Resultado de imagem para bruno de carvalho
Decerto que já não devo ter idade, para me justificar seja do que for, a não ser por algum motivo, que tenha ofendido alguém, e ter que em seguida, com a alguma humildade, pedir desculpas por tal acto, indevidamente cometido, porque de resto, estou-me nas tintas, para o possam julgar desta simplório, opinante, pois as minhas opiniões valem o que valem.
Como já uma vez me assumi neste mesmo espaço, e manifestei a enorme alegria pelo título então conquista pela instituição desportiva, da outra margem do Tejo e, mais precisamente no dia 06 de Junho de 2016, quando o Clube Desportivo da Cova da Piedade, conquistou na época de 2015/16, ao consagra-se Campeão Nacional de Seniores, o seu título máximo de futebol, no seu historial, depois de já ter conquistado os títulos de campeão nacional da III divisão, nas épocas de 1947/48 e 1970/71, e de vários títulos de campeão distrital, da Associação de Futebol de Setúbal. E com este título nacional, teve o direito a estar a disputar pela primeira vez no seu historial de quase 70 anos de vida, a II liga do futebol profissional de futebol. Desde de sempre e, desde que me conheço que sou e assume um grande “piedense”, e seu adepto, mas e porque devido aos diversos factores da minha, quer profissional, quer de ordem particular, me leva a estar mais afastado verdadeiramente, da sua vila, como do próprio, Clube Desportivo da Cova da Piedade, fundado no dia 28 de Janeiro de 1947.
Assim, sou totalmente isento e nada tenho a haver tanto a favor ou contra, dos clubes como o Sporting CP, SL Benfica ou mesmo o FC Porto, ou qualquer outro clube, nem sou sequer, nem me foi passado qualquer certidão ou atestado para ser advogado, para vir a este painel em defesa de uma grande instituição como é a do SL Benfica, face às declarações do senhor presidente do Sporting CP.
No entanto, como adepto e atento ao fenómeno do desporto, mais propriamente, do futebol, fico deveras abismado e estupefacto, com as declarações que fez à imprensa escrita, acerca do seu eterno rival e vizinho da Segunda Circular o SL Benfica, e passo a citar, a seguinte declaração….daquele alto responsável, que passo a citar… “Se fosse noutro país o Benfica descia de divisão”, declaração preferida, que em nada contribui para a estabilidade e pacificação, em especial do futebol,  por parte do Senhor Bruno Miguel de Azevedo Gaspar de Carvalho, 42.º presidente, desde de 23 de Março de 2013, (depois de o 1.º presidente daquela instituição, verde e branca, ter sido no ano de 1906-1910, e, que teve a cargo do Senhor Alfredo Augusto das Neves Holtreman (Visconde de Alvalade), de uma grande instituição desportiva, fundada em 1 de Julho de 1906, como é a do Sporting Clube de Portugal, que merece todo o respeito e admiração, por tudo o que tem feito em prol do desporto, sendo como tal, um dos clubes mais eclécticos de Portugal.
Mas por alguns motivos que tenha e as razões que possam parecer e assistir àquele seu responsável máximo, daquela grande instituição, volto a repetir, como é sem dúvida o grande Sporting CP, e, pela sua responsabilidade e posição que tem à frente deste clube, deveria ter outra mensagem, para não atiçar mais os adeptos, de ambos os clubes, e a sua mensagem assentava bem, para a tal pacificação, em especial do futebol, que é tão necessária, e urgente que se cultive entre os seus responsáveis, e que possam dar o exemplo às respectivas massas adeptas dos clubes. Mas, efectivamente pelas mais diversas razões que possa ter, como cidadão não lhe está vedado o direito a manifestar todas as suas frustrações que lhe vai na “alma”, provavelmente pelos maus resultados verificados  pela equipa de futebol, nestes últimos jogos, como por exemplo a eliminação na Liga Europa, e que o leva a insinuar e fazer aquele tipo de declarações, que não ficam bem por parte de um responsável de uma grande instituição, chamada Sporting CP.
Senhor Bruno de Carvalho, pode ter todas e mais algumas razões de se sentir prejudicado pelos maus resultados da equipa de futebol e pode evidentemente manifestar-se, mas seja o primeiro a dar o exemplo para a pacificação do futebol, que sem dúvida está em estado “febril”, e sem dúvida que é necessário alguém dar um abanão, neste futebol tão podre, mas que seja feito em sede própria...isto é, nas assembleias, por exemplo na liga.
Mas cuidado Senhor Bruno de Carvalho, quem é que não tem telhados de vidro?

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal  RECORD de 19 de Dezembro de 2016) 


MÁRIO DA SILVA JESUS


2 comentários:

  1. Como de costume, uma análise serena, do Mário, sobre uma declaração infeliz, do Presidente da grande instituição desportiva que é o Sporting Clube de Portugal. O que é quase dramático, é que os comentadores de serviço, que preenchem nas TVs, horas sobre horas, com enredos que não beneficiam o futebol não tenham coragem para focar estas situações. Mais uma vez, Parabéns ao Mário, pela oportunidade da sua intervenção.

    ResponderEliminar
  2. Como de costume, agradeço, e nunca é demais salientar, ao Senhor Professor Joaquim Tapadinhas, as suas palavras sempre amigas e cheias de conforto. E, como sempre, aquele abraço Lusitano.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.