sexta-feira, 18 de março de 2016

A cor dos sorrisos


Sim, os sorrisos têm cor! Amarelos, cinzentos, com brilho, sem brilho…
Sempre me chamou a atenção a expressão facial dos políticos: o sorriso do ex-Primeiro-ministro, que não era bem um sorriso, antes um esgar.
Não posso deixar de reparar também no sorriso do actual Primeiro-ministro: maroto, bem-disposto, aparentemente pouca coisa lhe tirará esse sorriso do rosto.
Mas e há sempre um mas, apesar do sorriso no rosto, António Costa tem desconfortavelmente uma pedra no sapato (uma areiazinha) e chama-se Passos Coelho, inimigo do diferente, só porque sim!
Pouco lhe importa o que importa ao país, não sendo ele a mandar já não presta!
E porque observo em António Costa um estratega, dava-lhe um conselho que resultou muito bem com Paulo Portas: chamar Passos Coelho para seu vice.

Pode ser que o esgar de Passos passe a sorriso e António Costa fique mais disponível para prestar melhor serviço ao país…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.