sábado, 19 de março de 2016

CATEM CACHORROS!

                                                PROCUREM UM CÃOZINHO COM PULGAS…

Um grupo chamado Associação Ateísta Portuguesa não gostou de ver o presidente da República beijar a mão do Papa Francisco, argumentando que o Marcelo pode beijar quem quiser, mas o presidente não, sob pena de se rebaixar, imagine-se, perante o representante máximo do credo que professa…
Penso que é preciso não ter mesmo nada para fazer, ou andar muito precisado de notoriedade, para virem com uma patetice destas para a praça pública.
Imagine-se que amanhã o presidente é visto algures a comer favas com chouriço e, com este precedente, aqueles que odeiam favas com chouriço vêm gritar que o Marcelo, enquanto tal, pode comer o que quiser, mas o presidente não tem esse direito!


                                       Amândio G. Martins

4 comentários:

  1. Numa república onde há liberdade os parvos também têm o direito de se organizar e, como grupo legal, produzem parvoíces. Na verdade, temos de perceber isso e conviver com todos.

    ResponderEliminar
  2. É isso, é, senhor Tapadinhas. Mas espero que o presidente não caia na tentação de lhes responder...

    ResponderEliminar
  3. Nada tenho a ver com a referida associação e também não acho que Marcelo se rebaixou por beijar a mão do papa. Dito isto, permito-me discordar um pouco dos meus amigos.E, tal como o homem do leme que enfrentou o Adamastor, pela boca de Pessoa, ele ali, era mais que ele, era a vontade de El Rei D João II.Ou seja, era a vontade do povo português. Também Marcelo,agora, deixou de ser um simples cidadão. É o cidadão que nos representa a todos, católicos e não católicos. Como tal, porque não cumprimentar o papa Francisco como chefe de Estado que também o é? Dou-vos um exemplo de muito menor importância: o locutor José Candeias quando estava na Rádio Renascença despedia-se dos ouvintes, como todos os outros locutores/as daquela rádio Católica, com um até amanhã se Deus quiser. Agora na Antena 1/rádio pública não confessional, diz simplesmente até amanhã.

    ResponderEliminar
  4. Amigo Ramalho - Não percebo onde é que está em desacordo com o que atrás se diz, pois todos achamos que a liberdade dá possibilidade de cada um se exprimir ou actuar conforme entende, desde que não prejudique os outros, como é o caso. Quando se trabalha num qualquer sítio cumpre-se as regras da casa e o sr. Candeias cumpre o que está estipulado e isso não adianta nem atrasa, até que não passa de uma saudação. Com toda a consideração, envio-lhe os votos de Páscoa Feliz.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.