segunda-feira, 14 de março de 2016

AS GUERRAS DAS AUDIÊNCIAS NA TV, SOMENTE EM REDOR DO FUTEBOL

As guerras das audiências na TV, somente em redor do futebol

Sendo adepto convicto do desporto em geral e de qualquer modalidade, mas, como quase todos os portugueses, efectivamente e qualquer um de nós, temos e somos mais inclinados para o desporto rei, que é sem dúvida o futebol, talvez por uma questão de má-formação desde de pequeninos, que nos enraizaram e incutiram em nós o espírito e a ideia que o futebol que é bom, porque efectivamente, nunca nos transmitiram e educaram a ideia e o apreço por outras modalidades, provavelmente pela pequenez do País.
Natação? Onde, existiam há quarenta anos piscinas nos nossos bairros? Onde, havia pavilhões erguidos e disponíveis, para a juventude da minha (nossa) época, para a prática de outras modalidades, como por exemplo, o Andebol, o Basquetebol, o Voleibol? Somente para aqueles que tivessem o privilégio de irem para as escolas preparatórias, aí sim havia pavilhões ao dispor e mais incentivo e cativação para a juventude praticarem essas modalidades. Porque na época a maior parte da minha (nossa) juventude, que se iniciava, por vezes e por necessidades familiares, cedo no mundo do trabalho, infelizmente, e o mundo do desporto vivia-se no chamado futebol de rua, mais nada.
Mesmo hoje praticamente e felizmente o conceito para o desporto teve uma viragem enorme, e há más jovens a praticarem mais modalidades, pois hoje em dia, as politicas para o desporto são uma realidade muito grande…enormíssima. Contudo não quero afirmar, longe de mim ter tal pensamento que todos aqueles que têm mais inclinação e gosto pela modalidade chamada futebol, somos todos uns "atrasados" mentais. Nada de tais pensamentos. Como tal no entanto há limites, para termos bom senso, e o tão apregoado clubismo tem que ter forçosamente os seus limites, do respeitável e do aceitável. Diz-me, decerto e "quiçá" aconselha-me a idade que tenho, que tudo na vida tem que ser razoável e ter o devido consenso e limites, coisa que infelizmente não se nota e cada vez mais acontecesse, devido ao enorme mediatismo que a própria comunicação social dá e privilegia, oferecendo um grande e enorme destaque à modalidade que é o futebol…infelizmente, afirmo em abono da verdade.
É verdade, que não, se escreve uma notícia, sobre as modalidades das chamadas pobres. E, quando a comunicação social, dá uma notícia e que escreve, acerca dessas modalidades mais pobres, é sempre e por norma num espaço bem no fundo da página de um qualquer jornal, passando praticamente quase por despercebido ao leitor comum.
O mesmo acontece em relação à pequena caixa que mudou o mundo, a televisão, que também tem uma quota-parte de responsabilidades, e das "grandes", quando à informação, em geral do desporto, mas mais em especial, em relação ao futebol.
Eles são os programas, dedicados essencialmente, exclusivamente e somente ao desporto rei, o futebol, que dá, como é lógico as grandes audiências aos respectivos canais, em especial, na SIC Notícias, O Dia Seguinte; Prolongamento, TVI24 e o Trio D’Ataque, que igualmente é um programa desportivo da RTP3, onde somente e principalmente se fala, isto é se discute com algum azedume sobre futebol e que alguns comentadores, estão ali, somente para defenderem desalmadamente as suas cores clubísticas e por vezes alguns comentadores chegam aos extremos do exagero barato, como é o caso do tão badalado, carismático e muito polémico representante e defensor benfiquista Senhor Pedro Guerra, (era aconselhável, ao Senhor Pedro Guerra, mesmo defendendo, da forma como o faz, a instituição Benfica e em especial o seu presidente, ser mais contido e moderado nos seus comentários), para já não falar do humorista, escritor e apresentador de televisão e argumentista Senhor José de Pina, acérrimo defensor sportinguista, que deve perceber tanto de futebol, como o autor destas linhas…há! Estava-me a esquecer do Dr. Manuel Serrão grande defensor e representante dos dragões, que mesmo estando aparentemente, ao que parece, mais calmo, (não se compara nada com os seus comentários, em que partia a loiça toda, no programa da SIC, "Os Donos da Bola", no inicio dos anos de 1998), mas de quando em vez  lá vai dando umas "bicadas", para dar mais cor e sabor ao respectivo programa. Mas, que dão assim grande alarido e provocam grandes polémicas e "guerrinhas" clubísticas, mas muitas das vezes revoltantes demais para quem os está a ver e a ouvir, mas que contudo dão assim grandes audiências em redor do programa, em especial, no Prolongamento da TVI24.
Sendo assim, o melhor mesmo, é o telespectador, desligar a televisão ou mudar de canal.

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal RECORD   de 14 de Março de 2016)
(Texto-opinião, publicado na edição Nrº. 45.857 do Diário de Notícias da Madeira de 23 de Março  de 2016)

MÁRIO DA SILVA JESUS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.