quinta-feira, 20 de abril de 2017

Abriu a época de todas as ignições

Bombeiro, Fogo, Machado, Salvar

Este ano e antes de chegarmos a um qualquer ‘verão quente’, eis que os incêndios espontâneos já aí estão de ‘pedra e cal’, ou melhor, de fogo posto e cinzas.
Como estamos situados num clima ‘quentíssimo’, com brasas deambulando por tudo quanto é sítio, só com copiosas bebedeiras, como foram alvitradas pelo ‘mulherengo e copofónico’ presidente do Eurogrupo, poderão refrescar-nos as nossas ensandecidas monas/cabeças, a fim de se pôr termo a tanto desvario colectivo, com fogos de permeio.
Assim, como a procissão ainda está no adro, lá chegará o tempo em que tudo de novo arderá e ninguém dormirá.
Neste país em que o dinheiro tudo parece comprar, não irão faltar safardanas – lúciferes com untuosas luvas – que continuem a perpetuar Portugal em pantanas.

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.