segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O romantismo no dia dos namorados


Dois jornalistas de investigação criminal resolveram verificar in situ quão romântico é o badalado dia dos namorados em Portugal.
E nada melhor que visitar os restaurantes mais in no dia da renovação de mil e uma promessas de amor.
Muitos amorosos pares enchiam os estabelecimentos de restauração visitados.
Era surpreendente ver tais enamoradas parelhas, frente a frente, à luz de velas, num ambiente que transpirava amor infinito, enquanto, vidrados, manuseavam o aparelho mágico que vulgarmente se chama de telemóvel, tablete, iphone, ipod e outros odes, lobrigando o que à sua frente não viam.
Se isto é amor, então não quero amar assim o amor que hoje em dia existe.


José Amaral

1 comentário:

  1. Eles já desde pequenos, "namoram sozinhos com o telemóvel" (!) e depois como podem prescindir deste "terceiro elemento" no encontro... a dois! O Papa Francisco ( sempre ele!), já enviou uma mensagem vibrante aos meninos e aos paizinhos para, pelo menos à mesa, estarem quietinhos com os polegares!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.