quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

A visita do Rei de Espanha


O espectáculo dado pelos deputados do BE e alguns do PCP, honra seja feita a Jerónimo de Sousa pela excepção, mostrou quanto pesa  a exacerbação política de alguns deputados na democracia. Recebido, o Rei,  na casa da democracia, a Assembleia da República, esses deputados que não estavam em suas casas nem nas sedes dos seus partidos, mantiveram-se sentados enquanto a anfitrião, o Presidente da Assembleia e restantes deputados aplaudiam de pé a visita e o discurso do Rei. Uma falta de elegância, para não dizermos mais nada. Fazendo um paralelo com o recente falecido Fidel de Castro, este ,mereceu os maiores encómios do mundo e dessas forças políticas mais à esquerda, como um grande lutador pela liberdade. No entanto, a moderna realeza espanhola teve um papel importantíssimo na consolidação da democracia em Espanha, nomeadamente no episódio da tomada do congresso dos deputados espanhóis, pelo cor. Tejero. Embora esta realeza não tenha os poderes da governação, logo apartidária,  não deixa de ser o Chefe de Estado dum País amigo. Mas isso pouco relevante será para uma esquerda radical. Depois fala-se em fundamentalistas; infelizmente há-os em todas as ideologias.

Duarte Dias da Silva

2 comentários:

  1. Concordo plenamente com o artigo do sr. Duarte Silva, pois confundir educação com tontice fundamentalista é um sinal de falta de respeito pelos nossos semelhantes e, se aprofundarmos, por nós próprios. Os reis de Espanha, que representam um país amigo e ligado profundamente à nossa história, vieram em paz e por cortesia, a convite de um governo legítimo, visitar um país que os convidou e não invadiram Portugal. Confundir os planos de cooperação de paz e economia com sistemas de governação aceites pelo povo, é falta de raciocínio e lucidez. O que os deputados do BE, PEV e PCP fizeram, na casa da democracia, não honram o país que representam e são uma falta de respeito que só pessoas indignas ou pouco atentas podem aprovar. Não se convidam pessoas à nossa casa para as enxovalhar.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.