sábado, 11 de fevereiro de 2017

O novo Bastonário dos médicos

Miguel Guimarães de seu nome. Venho somente trazer para aqui uma singela homenagem  a um colega que bem a merece. Discreto, elegante na palavras e actos e cultor dum ecletismo que bem manifestou no seu desempenho como presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos. Abriu esta à cultura, latu sensu, e teve sempre voz activa e serena nas questões médicas e na relação destas com a sociedade e, mormente, com os doentes.
Aliás, ter ganho as eleições para Bastonário com 70/% dos votos à primeira volta e ser um homem vindo do Norte já quer dizer muita coisa acerca seu valor... Termino com dois exemplos do que me faz gostar dele; já depois de eleito, defendeu o referendo como forma de votar a morte assistida e propôs tempos mínimos de consulta. Porque estou de acordo? Não - até porque ainda tenho muitas dúvidas que o primeiro assunto seja referendável- e os tempos de consulta não devam ser mínimos nem máximos mas sim os necessários (embora sejam bem melhores os primeiros), mas pelo simples facto de ele assumir posições abertas e não dogmáticas ( na morte assistida) e lúcidas e benéficas para os doentes ( caso das consultas).
Parabéns Miguel e seja bem vindo!

Fernando Cardoso Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.