segunda-feira, 17 de abril de 2017

Àquela garça ofendida

A garça ferida na ecovia
Arrastando a asa pendurada
Querendo escapar a quem passava
Instintivamente se escondia.

Com extremo carinho recolhida
Por gente para tal bem preparada
Quando quase nada esperava
Eis que viu alguém salvar-lhe a vida.

Era o primeiro dia de caça
O “desportista” abateu uma garça
Decerto a treinar a pontaria…

Aquilo não é coisa que se faça
Mas se calhar achou imensa graça
Não se envergonhou do que fazia!

Amândio G. Martins



3 comentários:

  1. Muito bem colocadas as aspas no "desportista"

    ResponderEliminar
  2. muito bem colocadas as aspas no "desportista"

    ResponderEliminar
  3. Desgraçadamente, há cada vez mais "desportistas desses, tanto mais quanto as espécies cinegéticas vão escasseando...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.