quinta-feira, 7 de julho de 2016

Cunha e Credito Pessoal: Qual a relação?

Os tempos nao estao fáceis e o desemprego tem sofrido ligeiros abaixamentos; mesmo assim o otimismo no mercado de trabalho demora a assentar , de tal forma que o desespero chega a toldar os pensamentos e atitudes de quem procura uma oportunidade profissional.
Existem diversas técnicas para se atingir essa meta mas nem todas são utilizadas convenientemente pois que quando o dinheiro escasseia há que encontrar alternativas válidas para o fazer florescer. Entre tantas formas de almejar uma oportunidade laboral, existe uma que á primeira vista parece ótima mas que a longo prazo se pode tornar detentora dos nossos sonhos e movimentos : a famosa cunha. Ora bem: se é certo que em determinados momentos ela vem mesmo a calhar, a longo prazo pode ser uma fonte de problemas ( é tal e qual um crédito pessoal ). Os "cunhados " têm de mostrar que a dita cuja valeu a pena, têm de aguentar com o desdém de quem entrou pelas vias normais numa organização e o favor de que usufruíram mais tarde vão ter de o liquidar com juros: não há almoços grátis e tal como nos créditos pessoais , o que no início pode ser um alívio , a longo prazo torna se um pesadelo.
Por isso, aqui vai um conselho: lutem sempre pelos vossos objectivos sem depender diretamente de ninguém pois tal como num crédito pessoal, mal vocês assinem de cruz essa "meta" tão cedo não se livram de mais tarde retribuir , ainda que as formas não sejam as mais corretas !

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.