domingo, 31 de julho de 2016

Pescadores

Saem para o mar, mar das ilusões,
Com esperança numa pesca fornecida
Que lhes traga, por momentos, melhor vida
Do que a vivida sempre em privações!

Na praia batem forte os corações
No momento doloroso da partida;
E logo, terminada a despedida,
Em cada lar semeiam-se orações!

Depois,… longe,… sós, entre mar e céu
Buscando a sorte, intransponível véu,
Lançam as redes no fecundo mar

E, ansiosos, esperam que a ventura
Seja com eles, lhes traga fartura,
E haja alegria ao voltar ao lar!...

Joaquim Carreira Tapadinhas - Montijo


3 comentários:

  1. A dureza da vida retratada... e a estes ninguém paga viagens de avião para verem jogos de futebol em Paris.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.