segunda-feira, 4 de julho de 2016

Psicólogos vão apoiar refugiados

“Uma rede nacional de psicólogos voluntários formados em situação de crise e de catástrofe foi criada ontem para apoiar os refugiados em Portugal…” dizia o JN de 2 Julho 2016

Acho bem! Acho até muito bem!

Mas pelo caminho não se esqueçam de apoiar os cidadãos portugueses com vidas também muito complicadas e para quem as consultas de psicologia não são nada acessíveis, o que continuo sem entender!

Há decisões tomadas neste país que fazem lembrar aquelas pessoas, que fora de casa são simpáticas e bem-educadas e em casa são uns trastes, para não dizer uns tristes!

Sempre ouvi dizer a quem era mais sábio que eu que “a caridade começa em casa”


É realmente muito bonito este bom coração! Mas era mais bonito se fosse extensível a tantos portugueses que vivem crises emocionais e ou económicas e para terem apoio psicológico, muitas vezes só através das autoridades, o que significam situações já muito agudizadas e que poderiam ter sido amenizadas se a rede de cuidados de saúde não fosse tão preconceituosa no que se refere à introdução e normalização desta ciência que parece ser o parente pobre da medicina.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.