quinta-feira, 27 de julho de 2017

Homens: já servimos para pouco!

Este escrito é mesmo "lunar", pela hora e pelo que a nós, homens, diz respeito. Os meus "comparsas" de género que se "encomendem a Deus" pois para pouco vamos servir, dentro de pouco tempo! Que os egos masculinos encolham, já que as notícias não são boas!
Diz um estudo da revista "Human Reproduction Update" que, em 40 anos, o número de espermatozóides caiu para metade no homem ocidental. Acho que o nosso destino está há muito traçado mas agora parece que é mesmo inapelável. Quando, há setenta mil anos o "sapiens" saiu de África, o facto de virmos todos duma "Eva mitocondrial", organelo celular que só contem ADN feminino, já o prenunciava. Depois destes milhares anos, alguém decidiu correr connosco  e vai de nos "tirarem" o papel na reprodução. Se juntarmos a isso o facto de já poder haver substituto ( lembram-se da clonagem?...), o que nos fica? Para já, para as "quecas" , mas lá chegará o tempo em que "Deus", a biologia, a genética e a técnica se encarregarão de nós de vez. Socorro... mulheres!

Fernando Cardoso Rodrigues

6 comentários:

  1. A solução para isso é menos sedentarismo, menos conforto e mais higiene com água fria...
    Passem a lavar o "paiol" mais vezes e sempre com água bem fria e vão ver como o poder de fogo aumenta e o "material" disparado também melhora a qualidade...
    Por outro lado, "quando arreiam a cesta", não fiquem só com passar um papel; a seguir ap papel, lavem também com água bem fria.
    Aproveitem este parecer "científico" que é grátis e alcance de qualquer um colocar em prática.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Muita água fria em tudo que é sítio! Nunca tinha pensado nisso!

      Eliminar
  2. ...eu agora já sei porque ando mais magro. A balança não engana e o estudo confirma. Já me sinto mais leve devido à perda de uns milhões de espermatozóides, que me pesavam demasiado, e causavam p(r)urido. Não sei se esta leveza se fez sentir em quem me suportou e/ou venha a aguentar, mas à "falta de peso", eu recompenso com hard-romance, e tudo se recupera num instante. Sinto-o nos dedos e na língua, de imediato. Por isso nada temo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele há "mezinhas" por todo o lado! E "substitutos"... Tenhamos esperança "machos valentes"!...

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.