segunda-feira, 24 de julho de 2017

Política da carraça e da cigarra

Uma Lei da Física diz-nos que ‘o calor dilata alguns corpos’. Contudo, eu acrescento que o calor também dilata exponencialmente os disparates verbais da oposição, que agora temos sempre a tentar emperrar a ‘geringonça’, que tão ‘carinhosamente’ apelidam o governo de António Costa, escorado pelos partidos mais à esquerda, mormente o BE e o PCP.
Então, não é que os dois líderes opositores que estão em constante afronto com o actual executivo querem agora a todo o custo saber oficialmente se foram 64 ou 65 as vítimas dos dantescos incêndios que devastaram Pedrógão?
As estatísticas para a obtenção de votos para 1 de Outubro aconselham, mesmo friamente, que é preciso bom senso, temperança e respeito por todos aqueles que partiram antes da hora aprazada, questionando-se mercantilmente, se morreram queimados, asfixiados, ou atropelados.
Tal como carraças, ou mesmo cigarras, tanto AC – Assunção Cristas -, como PPC - Pedro Passos Coelho -, não deixam de ser impertinentes, produzindo um ruído estridente e cada vez mais monótono, que já não há ouvidos que aguentem tanto despautério em tão curto tempo.

nota: texto publicado pelo DESTAK de 25/7

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.