sexta-feira, 21 de julho de 2017

MISTÉRIOS DE TANCOS

O ministro da Defesa Nacional, anunciou ao país e ao mundo, que o paiol de Tancos vai ser desativado. O material bélico ali depositado, vai ser transferido para paióis mais seguros de outras unidades de qualquer dos 3 ramos das Forças Aramadas. Entretanto, as polícias judiciárias, civil e militar, incansavelmente, aplicam toda a sua perícia , para desvendarem os mistérios do famigerado assalto. Para tirarem a limpo, a que hora ou horas, qual o dia ou dias, que aconteceu o mesmo. E quem foi o sentinelas ou sentinelas, que nessa ocasião, estavam de guarda ao paiol. Assim como, quem era o sargento da guarda e o oficial de serviço nesse dia ou dias. O Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas, como se sabe, também já tranquilizou toda a gente, afirmando que o material roubado, estava obsoleto, pouco mais serviria, que para espantar pardais.
Portanto, perante esta guerra de Tancos, como já alguém lhe chamou, digam lá se a do Raul Solnado lhe chega aos calcanhares? O Raul, com a sua, fez e ainda faz rir muita gente. Será que o dr. Azeredo Lopes e o general Pina Monteiro, pretenderão competir com o grande ator? Mais um mistério a somar a todos os outros!
Francisco Ramalho

Corroios, 21 de Julho de 2017

Nota- Quem diz que não vê ninguém de esquerda, criticar este Governo, ou a discordar das suas medidas, que abra a pestana! 

9 comentários:

  1. Estou de 'pestana' aberta e alerta, pois se 'Os leitores também escrevem', outrossim, se 'mimoseiam' nos comentários que tecem aos escritos de uns aos outros.

    ResponderEliminar
  2. Oh senhor Francisco Ramalho, quando me referi à esquerda, era à outra. À esquerda suave ou se quiser, esquerda envergonhada ou ainda esquerda caviar. Aquela esquerda que dá para os dois lados . . .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a "esquerda bissexual". Depois, na suposta dicotomia da caricatura, há a "direita bissexual".

      Eliminar
    2. E havia nexexidade de meter o sexo nisto e logo a quatro, género orgia? E logo num blogue pudico como o nosso? Com franqueza . . .

      Eliminar
    3. Já agora, caro J. Morais, eu junto-me ao seu protesto, até porque quando olho para o facies da douta ministra da Defesa, juro-lhe que não me suscita o mínimo interesse lúdico. Diria mais, caras de mulheres assim, até contribuem muito para que cada vez mais homens gostem do mesmo sexo. Estou a brincar, no seu registo, porque politicamente não defendo mulheres bonitas para a pasta da Defesa. Podem ser mulheres, claro, mas com personalidade, firmeza de convicções e perfeito conhecimento das matérias militares e de defesa nacional.

      Eliminar
    4. O apoio do senhor Manuel Alentejano, que agradeço, pode parecer único, mas não é. Os outros apoiantes não se querem é comprometer, e eu entendo muito bem, mas o seu silêncio diz tudo. Já agora, aproveito para lhe chamar a atenção que se deve ter enganado na pasta da ministra.

      Eliminar
    5. Obrigado, caro JM, leia-se ministra da Administração Interna, como parecia óbvio, o da Defesa é do "género" masculino.

      Eliminar
  3. Uma crítica, com tempero de sátira, que, parecendo leve, é profunda. Muitas vezes é preciso uma dose de espírito sagaz para analisar certos factos. Na verdade, um problema com certa complexidade, e que envolve muita responsabilidade dos actores, acaba tratado como se fosse um "fait divers". Estas personalidades que nos governam e têm a representação do país, ou são tontos ou querem-nos passar por parvos. É este o dia-a-dia que temos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão, caro Joaquim. Como a generalidade da imprensa livre e de "pestana aberta", já analisou, estes graves acontecimentos de Tancos se tivessem acontecido com PPC, seria muito, muito diferente. Com a esquerda "ungida", nada se lhe pega. Até o Sr. FR aqui achou que teria de fazer um (apenas irónico) reparo. Com o governo "fascista" do PPC, não haveria ironia, mas greves e manifestações todos os dias...

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.