terça-feira, 26 de abril de 2016

A TROCO DE CINCO COROAS

Ao passar hoje à porta do Palácio de Cristal no Porto, emocionei-me ao imaginar o letreiro na fachada da bilheteira o preço da entrada a 2$50 (0.0125 euros), onde nos anos 60/70 do século passado, era hábito passar-se as tardes de domingo de Verão na Feira Popular aqui instalada nos lindíssimos jardins, as esplanadas da Avenida das Tílias, no lago e no frondoso bosque com vistas soberbas sobre o rio Douro a inspirar-nos para uns galanteios para agradar à moça acabada de conhecer nos belos Jardins da Casa do Roseiral. Lembro-me de se dizer a título de brincadeira, que a troco de 5 coroas podíamos gastar o que quiséssemos lá dentro nos diversos divertimentos, farturas e sardinhadas. Ao lembrar-me destes episódios não pude deixar de os associar à notícia que um amigo de longa data de António Costa, o hábil advogado Diogo Lacerda, especializado em alta finança, consultor preferencial para dossiers importantes e delicados, apesar de ter falhado para desgraça nossa no negócio pouco claro que já deu milhões de prejuízos à TAP com a compra da brasileira VEM. Pelos vistos, ao fim de anos de "namoro" colocaram finalmente o preto no branco, oficializando a relação através dum contrato à socapa e ilegal, segundo dizem os entendidos, pela importância ridícula de 2.000 euros mensais brutos. Segundo os media, ficamos ainda a saber que o escritório do tal amigo só nos primeiros dois meses do corrente ano já facturou umas largas dezenas de milhares de euros ao Estado, em débitos directos sem concurso. Lembram-se de no intróito mencionar a história do bilhete de entrada de 2$50 que dava direito a gastarmos o que quiséssemos? Pois este amigo da onça também debita aquilo que quiser apenas por uns míseros 2.000 euros na fachada dum recibo verde. Ó senhor primeiro-ministro, permita-me que lhe faça esta confidência em jeito de pedido: nem imagina como estou necessitado em ser também seu amigo. Jorge Morais
 
Publicada no Jornal PÚBLICO EM 26.04.2016



4 comentários:

  1. Caro amigo Jorge Morais,
    Vai ter de se pôr na fila. E olhe que o Catroga já lá está...
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro José Rodrigues, é muito capaz de ter razão pois não sei o que tem este Catroga, a verdade é que está sempre a arranjar tachos e que todos nós contribuímos com um pintelho na factura da EDP. Cumprimentos e obrigado pela sua educada observação. Em separado publico duas cartas a que me refiro a Catroga. Que bom é ser livre para poder criticar quem merece e que infelizmente nem todos se podem gabar. JM

      Eliminar
    2. Caro amigo,
      Não sei se teve oportunidade de ver a palhaçada a que me referi. Mas vale a pena:

      https://www.youtube.com/watch?v=ZL4TZoJE7fk

      Que terá esta gente no lugar dos miolos? E onde guardará a honra e o pudor que é suposto terem? Será que o Catroga está a passar por dificuldades financeiras?
      Cumprimentos.

      Eliminar
    3. Vi e tive vergonha, mas como pode verificar já tive em 2012 e agora não me apetece dar para este peditório. Mas repito, tive vergonha por ser ou já ter sido do partido que simpatizo e por isso mesmo não tem perdão. Cumprimentos caro Amigo.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.