quarta-feira, 27 de abril de 2016

Os vampiros continuam aí

Comemoramos 42 anos do libertador 25 de Abril.

Mas os vampiros continuam aí, mais tecnológicos, globalizados e institucionalizados, mas mantendo-se como «mordomos do universo» e «mandadores sem lei», com a mesma intenção de tudo comerem, como nos alertou José Afonso na sua canção.

União Europeia (U.E.), Fundo Monetário Internacional (F.M.I.) e Banco Central Europeu (B.C.E.) prosseguem vampirando e chantageando, preocupados com os cortes que cessaram em salários e pensões, com a nesga de esperança e reposição de alguma justiça social, que o resultado das eleições de 4 de Outubro de 2015 veio proporcionar à maioria dos portugueses.

Quase diariamente somos massacrados com recomendações maléficas e de intromissão na soberania de Portugal dos representantes da U.E., F.M.I e B.C.E., tentando travar o aumento de salários a começar pelo mínimo, insistindo em reduzir pensões, pretendendo alterações nas leis eleitorais e na Constituição da República, para imporem mais austeridade e empobrecimento.


U.E., F.M.I. e B.C.E. tiveram que deixar os bastidores, entrar em cena mais activamente e dar a cara «com seu ar sisudo», face à derrota e substituição dos seus mais fiéis acólitos e porta-vozes instalados no anterior governo PSD/CDS, pelo que não nos devemos enganar, nem franquear as portas, porque «eles comem tudo e não deixam nada».

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.