terça-feira, 26 de abril de 2016

O INSULTO COMO ARGUMENTO

Seria preciso desmentir o Sr. Jorge Morais quando diz que” não deve haver povo com mais filhos mortos em guerras alheias, como a 2ª Grande Guerra” de que o povo dos EUA? Não acredito que o senhor não saiba que só de um país, que não os EUA, houve mais mortos nessa guerra do que de todos os outros juntos! Depois, ao que chama cassete, são factos, senhor Jorge Morais! A seguir, parte para o insulto. Chama-me mal educado e débil mental (demente). Que fui a correr para o comité central a pedir ajuda porque não tinha argumentos para desmontar as suas brilhantes teses. Por fim, vangloria-se de que é livre por nunca ter militado em qualquer partido. Como se isso fosse indigno e não fosse livre quem o faz.
Senhor Jorge Morais, já deve ter reparado que não faço comentários aos seus textos, mas nunca deixarei passar incólumes enormidades e falsidades deste quilate. E, sobretudo, ofensas e insultos pessoais como o fez desta vez.

Francisco Ramalho

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.