quinta-feira, 14 de abril de 2016

FORÇA GUTERRES

Parece ser unânime a opinião que António Guterres, candidato a Secretário-geral da ONU passou com distinção o primeiro teste na longa caminhada em que irá enfrentar outras individualidades e que segundo é publico, terão também os seus trunfos. Como português, e pouco me importando com a família política a que o nosso candidato pertence, desejo que saia vencedor pois será uma enorme honra para Portugal. Digo isto, pois não esqueço a acrimónia com que foi tratado por certos sectores, o nosso compatriota Durão Barroso, que desempenhando durante dez anos o disputado e honroso cargo de Presidente da Comissão Europeia num período tão difícil, mas por não ser da cor deles, só sabiam lembrar o "discurso da tanga" e de não fazer fretes ao seu país, como se tal fosse honesto, pois esqueciam-se propositadamente que o cargo é supranacional. Que Guterres vença esta corrida para orgulho dos portugueses verdadeiros e verá que deles jamais será confrontado com discursos pantanosos. Para isso, já lhe bastou o cargo de Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados e que foi merecedor de altos elogios nessa difícil missão e onde foi obrigado a visitar muitos pântanos. Muita boa sorte e que no fim saia vencedor. Jorge Morais

Publicada:  DN de 14.04.2016 - Jornal METRO 15.04.2016 - EXPRESSO 16.04.2016 - JN 23.04.16

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.