sexta-feira, 15 de abril de 2016

"Afinal, Kadhafi ... / É BOM SABER"


 Caros concidadãos, dou a conhecer-Vos mais um conteúdo de um correio electrónico acabado de chegar à minha toca electrónica: 


“A bem conceituada revista suíça "Schweizmagazin" publicou um artigo enumerando as
 "Crueldades" de Muamar Kadhafi para com o seu povo.
(So grausam war Gaddafi) -  Kadhafi foi assim tão cruel?       
Eis alguns dos "sofrimentos" que o tirano (segundo os media ocidentais) provocou durante 4 décadas:
01. Não havia conta de luz na Líbia, porque a electricidade era gratuita para todos. 
02. Créditos bancários, dos bancos estatais, eram sem juros (para todos, por lei expressa).
03. Casa própria era considerada direito humano, universal, e o governo fornecia uma casa ou apartamento para cada família. 
 04. Recém-casados recebiam US$ 50.000,00 para comprar casa e iniciar a vida familiar.
5. Educação e saúde eram gratuitas, da pré-escola à universidade. Antes de Kadhafi: 25% dos líbios eram alfabetizados. Até o ano de 2010, 83% eram alfabetizados.
06. Agricultores iniciantes recebiam terra, casa, equipamentos, sementes e gado gratuitamente.
07. Quem não encontrou formação ou tratamento desejados recebia financiamento para ir ao exterior, adicionalmente US$ 2.300,00 mensais para moradia e carro.
08. Na compra de automóvel, o estado contribui com subvenção de 50%.
09. O preço de gasolina, o litro: 0,10 Euro = R$ 0,23.
10. Faltando emprego após a formação profissional, o estado pagava salário médio da classe até conseguir a vaga desejada.
11. A Líbia não tinha dívida externa - as reservas de U$ 150 bilhões. Após a ocupação os valores foram retidos ou desviados pelos bancos estrangeiros, incluindo investimentos em bancos estrangeiros e reservas em ouro.
12. Parte de toda venda de petróleo era directamente creditada na conta de cada cidadão.
13. Mãe que dava a luz recebia US$ 5.000,00.
14. 25 % da população líbia tem curso superior. 
15. Kadhafi construiu o projecto GMMR (O Grande Rio Artificial), transportando água dos lençóis subterrâneos do Rio Nilo para as cidades e agricultura, irrigando as principais cidades do país e parte do deserto.

A Líbia sofrerá um atraso de muitas décadas mas, olá!  os desinteressados governos dos EUA, da França e da Inglaterra agora vendem muito mais armas e vão passar a sugar o petróleo e o gás natural da tal Líbia por mais algumas boas décadas.
Tudo boa gente!

José Amaral

1 comentário:

  1. O Afinal, do título, só serve para quem pensa que anda informado, mas não anda. Assim como a Síria não é o inferno com que a pintam. Pintam, os pulhas que semeiam infernos aí pelo mundo. A chamada comunidade internacional(CI): os EUA e seus aliados( onde se inclui, evidentemente a UE) e o polícia do capitalismo predador, o braço armado da CI, a NATO.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.