sexta-feira, 31 de março de 2017

ABUTRES



O que foi um dos maiores e mais prestigiados bancos deste país, o antigo Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa (BESCL), depois Banco Espírito Santo (BES) e agora Novo Banco, foi hoje vendido a custo zero, ou seja,foi dado, ao fundo norte-americano Lone Star. Um fundo considerado abutre. Que significa; pretende rentabilizado ao máximo e depois vendê-lo todo ou em parte. Tudo o que vier é lucro, uma vez que se houver prejuízos, quem os suporta somo nós, contribuintes, através do Fundo de Resolução, o Estado.
É lamentável e um crime de lesa-pátria que mais um banco, e desta dimensão, chegue a esta desgraça. Uma suculenta e enorme presa para os abutres do Lone Star. Mas estes, não são os únicos abutres! Antes,houve outros a abocanhá-lo. A debilitá-lo. Foram os seus antigos donos. E foram os que lhes permitiram. Os governadores do Banco de Portugal, principalmente o atual e os sucessivos governos, nomeadamente o do PSD/CDS.
Pelo menos uma boa parte dos sectores vitais da economia nacional, onde deveriam incluir-se alguns bancos, deviam ser públicos e bem geridos, evidentemente! Essa estória de que o Estado é mau gestor, não passa de um mito propagado pelos que preconizam as privatizações e delas beneficiam. Portanto, o BES ,nunca devia ter sido privatizado. Devia estar ao serviço do povo e do país. Assim não pensaram os partidos do chamado arco do poder PS,PSD E CDS. E mesmo agora, poderia ser nacionalizado. Poderia, mas a União Europeia, gerida pelas famílias políticas destes três partidos, para isso, impõe condições draconianas quase impossíveis de cumprir. Ou seja, não quer. E ela é que manda e os tais três partidos obedecem. Enquanto assim for, não saímos desta apagada e vil tristeza. Como sempre,a solução ,está nas mãos do povo.
Francisco Ramalho
Corroios, 31 de Março de 2017


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.