segunda-feira, 27 de março de 2017

Profissão: ex-ministra

Ainda estou sob o cansaço residual ( são 71 anos, não é?) de um total de 600 quilómetros a conduzir debaixo de chuva tendo pelo meio várias horas de agradável debate e convívio dos companheiros de "leitura-escrita" de/para jornais. Folheio o PÚBLICO (27/3) que acompanha o "cimbalino" e deparo com o anúncio, a página inteira, dum Ciclo de Conferências e Debates chamado de "Olhares Cruzados sobre Portugal". Distribuídos por Porto e Lisboa, são quatro, com um total de doze conferencistas. Todos identificados com fotografia e e profissão. Ou melhor, em onze deles assim é  pois há uma de que só consta a fotografia já que que o segundo item é... a ex-profissão. Quem será? Pois, Maria Luís Albuquerque! Que "é o foi e não o que é": ex-ministra das Finanças. Primeiro "sorrio" e fico feliz logo de seguida! Verdadeiramente é  muito bom para nós que a senhora seja já (triste) passado, embora julgue que continua ser presente, Ou por desejo compulsivo ou lapso de memória, é assim que ela gosta de se identificar. Freud e seus discípulos explicam muito bem estas coisas.
Termino com uma pergunta: Srª Drª, já se esqueceu que é (!) deputada? E já não falo de outra profissão que possa eventualmente acumular pois isso já seria especulação minha.

Fernando Cardoso Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.