quarta-feira, 22 de março de 2017

Grosseiro e desbocado

O presidente do Eurogrupo, que é holandês, numa declaração extremamente infeliz e grosseira, disse que não se pode gastar dinheiro com álcool e mulheres e depois pedir ajuda.  Perdeu uma boa ocasião para estar calado, porque, como diz o nosso povo, quem tem telhados de vidro não manda pedras aos vizinhos. As declarações do presidente do Eurogrupo aplicam-se muito mais à Holanda, seu próprio país, do que a Portugal. Amsterdao, a capital holandesa, tem um bairro nocturno, chamado Red Light Square, onde há prostitutas nas montras! Em Portugal, a prostituição não está legalizada. E o centro de Amsterdão é uma praça, Dam Place, de seu nome, com drogados e consumidores de álcool. Os hippies eram holandeses e não portugueses. Um país, como a Holanda, que gasta, assim, tanto dinheiro em álcool e mulheres não pode estar a dizer que são os outros que o fazem. Não tem autoridade moral para falar. Alguns dirigentes europeus são mesmo grosseiros, desbocados e irresponsáveis.

Simões Ilharco

2 comentários:

  1. Quer-me parecer que, para mentes brilhantes como a do Dijsselbloem, neoliberal de gema, embora mascarado de trabalhista, os copos e as mulheres, em versão holandesa, são consideradas vendas e prestações de serviços, contribuindo para o aumento do PIB, logo, despesas virtuosas. Cá no Sul, não passam de vícios desprezíveis.

    ResponderEliminar
  2. O canalha já levou para tabaco; agora, que vá para os quintos dos infernos.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.