sexta-feira, 20 de julho de 2018

Pela verdade


- A Verdade, a alguns jornais, arde-lhes como carvão incandescente, quando entra aos gritos pela suas redacções. Como lava escaldante. Incendiária. Os "leitores e escritores de cartas", enviam avisos com tempo, sobre o que pode acontecer com práticas oficiais, governamentais, administrativas, com o intuito de assentar justiça e reparar o mal e repor o bem, que alguns episódios funestos provocam ao povo - as populações. As redacções dos jornais, alguns, preferem fazer notícia de um cheque gorjeta qualquer, de trapaceiro ou meio vadio, da quantidade de camisolas vendidas por uma marca e atribuí-la a um clube e a um intérprete, falsamente, do bronze daquela de bum-bum kardashiano, da amante de um pato qualquer, do que publicar uma carta de alerta para a possibilidade de fraude na atribuição de indemnizações por haveres perdidos, para reerguer um país queimado, destruído pelos fogos. Podia e devia darem-se ao trabalho, se quisessem ser jornal sério, e não folhetim bloqueador, alienante, de ler e publicar o que lhe caiu na bancada por altura dos incêndios criminosos e dos desvios que os subsídios generosos, iam ter, do aproveitamento e da corrupção na sua aplicação pelas entidades dessas localidades flageladas. Sabemos o que as redacções gastam, mas mesmo assim teimamos em dizer aquilo e só o que pensamos ser a verdade, sem medo de ir parar aos destroços ou ao caixote das cinzas dos critérios redactoriais. Confirmamos quase sempre que acabamos por acertar na mouche e ter mais do que, certeza. A razão. Basta ir ao arquivo e repescar as "cartas" denunciadoras dos abusos descritos, enviadas, assim pejorativamente denominadas. Nós avisamos. Os jornais, alguns, ignoraram-nas, mas eu não baixo a chama nem assobio para o lado, depois de por uma pedra por cima de tal assunto - grave, e à boa maneira do chico-esperto português! *

*-(pbcdºJN-trcdo.sob Ttlo"Qdo a vrdde é como lava incandescte"-06.09)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.