sábado, 14 de julho de 2018

LOUCURA, VASSALAGEM, E PONDERAÇÃO E FIRMEZA




Trump veio à Europa humilhar a Alemanha, a Inglaterra, tentar enfraquecer mais a União Europeia, e exigir maior contribuição financeira para reforçar ainda mais a sua NATO. E a UE resmungou um pouco, mas obedeceu. Entretanto, o espalhafatoso cowboy, impõe uma guerra comercial à China e tenta dar o abraço de urso à Rússia. O seu sonho, ( que não é só seu, é um certo old american dream) tal como o outro louco do bigodinho, é a hegemonia universal. Mas, com Xi Jinping e Putin, a coisa fia mais fino! Deixam-no rosnar, mas estão de pé atrás! Vejamos é se a velha Europa, onde o fascismo levanta de novo a cabeça, com a sua reverência, não contribui para o encorajar a uma nova loucura bélica.
Francisco Ramalho
Corroios, 14 de Julho de 2018


3 comentários:

  1. Poderá parecer estranho que, estando eu de acordo consigo quanto ao Trump, nem tudo no seu texto me agrade. Por exemplo... o que lá não está ( e devia estar). Personagens e países que também "abraçaram" povos e países. "Bigodões". Bem sei que referenciou os seus "sucedâneos", mas estes até usam como método paradigmas que dizem detestar e assim... " não é a mesma coisa".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O comentário do Fernando dava pano para mangas, mas vou ser sintético. Estamos de acordo quanto ao Trump, e nem tudo no meu texto lhe agrada, tudo normal, portanto. Quanto ao que lá não está, paciência! Não está. E se o Fernando acha que devia estar,há bom remédio, escreva o Fernando. Quanto ao resto, que para mim não está tudo bem claro,o que escrevi, é sobre o presente que é o que a mim, e creio que não só, me preocupa, nos afecta, para já (por exemplo o aumento da contribuição financeira para a NATO), e poderá vir a afectar muitíssimo mais. Bom fim-de-semana!

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.