quinta-feira, 26 de julho de 2018

AVÓS

Não sou avó. Não sei se algum o dia o serei....
Não sou das que tive a sorte de poder conviver com os meus, muito tempo.
Na verdade, nem sequer cheguei a conhecer todos, mas do tempo que tive tenho memorias impregnadas na pele e no sentir, memorias essas que, com toda a certeza são fragmentos da mulher que hoje sou.
Alguém disse que “ninguém faz pelos netos os que fazem os avós que salpicam uma espécie de pó de estrelas sobre as suas vidas”. Talvez por isso eu ainda os sinta, mesmo sem os ver e estou grata por isso.
Os meus filhos são mais felizardos. Ainda desfrutam diariamente de duas avós e um avô e espero que assim seja durante muito tempo.
Dizem que avô / avó é pai / mãe duas vezes. Não sei se assim será, mas se assim for e se algum dia chegar a minha hora, espero estar à altura e que a experiência de ser Mãe me sirva de suporte para a nova missão.
Até lá, vou sendo Mãe o melhor que sei e posso, continuado a investir naquilo que com toda a certeza foram e serão sempre os meus melhores e mais importante projectos – os meus filhos.
Há quem diga que os avós estragam os netos com mimo, mas eu não concordo.
Mimo não estraga…mimo, constrói.
Constrói seres humanos mais ricos de afectos, mais disponíveis para o outro, mais inteiros.
É que de Amor andamos todos muito necessitados, como diz o poeta e eu concordo.
Beijinhos aos avós deste mundo ( e à minha mãe que é uma super avó ) …que nunca vos falte mimo para dar, porque digam lá o que disserem …mimo nunca é demais.


Beijinhos da ©Graça

 
 

2 comentários:

  1. Muito grato lhe fico pelo seu soberbo texto, acerca dos Avós.
    De facto, como diz o poeta 'de Amor andamos todos muito necessitados', a Graça fez bem lembrá-lo neste 'sítio'.
    Fique bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom dia .
      Grata pela generosidade do seu comentário.
      Fazia tempo que não passava por aqui, mas hoje e a propósito deste dia, achei por bem fazê-lo.
      A todos os que já estão nesta condição, que tenham um dia muito feliz, de preferência com os netos por perto.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.