sexta-feira, 13 de julho de 2018


Férias a crédito...


Estamos em época de férias e parece que há muita gente que, para depois mostrar nas redes que não é pouca porcaria, satisfaz os seus delírios de grandeza pedindo dinheiro emprestado para viajar, coisa que a minha mente tacanha tem dificuldade em perceber, tanto mais que o tempo de férias passa rápido e a “dolorosa” vai aparecer ainda mais rapidamente.


Realmente, quem quer que seja que tem o desplante de planear férias caras sem para tal possuír meios, certamente que também não pensará em imprevistos, contando com o ovo no dito da galinha; e se, no final das contas, nada correr como previsto num momento de entusiasmo e se concluír que não tem mesmo como pagar, só perde quem tem, sabendo-se que há recomendações das entidades que superintendem as organizações credoras para não descurarem as cautelas.

Que as pessoas se endividem em investimentos que façam sentido, em bens de longa duração, na educação dos filhos, entende-se perfeitamente e não terão tanto de que se envergonhar se as coisas derem para o torto; mas esbanjar o dinheiro que não possuem para exibicionismos bacocos é que não tem mesmo ponta por onde se pegue...


Amândio G. Martins






Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.