terça-feira, 17 de julho de 2018

Honra a João sem medo!

João Pedro Furtado da Cunha Semedo desapareceu fisicamente, (só) com 67 anos de idade.
Médico e Político. Reconhecíamos a sua capacidade de luta e defensor titânico de causas, daí em sua homenagem o tratarmos por João sem medo! Defensor da equidade social e duma nova Lei de Bases de Saúde que, com o intrépido António Arnaut, já desaparecido, escreveu o livro ‘Salvar o SNS’. A superior forma de lhes prestarmos honra será tudo fazer para não deixar cair um serviço de saúde, que responde a milhões de portugueses, sobretudo aos mais frágeis. Quando se escrever a história do SNS e da morte com dignidade - a Eutanásia, João Semedo será referenciado com relevância. ‘’ A dignidade da pessoa, na escolha da sua vida, será até ao fim’’, disse. E bem.
   Foi Coordenador do Bloco de Esquerda, entre 2012-2014, em sintonia com Catarina Martins. O seu legado de generosidade, de modéstia, de elegância e de solidariedade, caracterizaram a sua actividade política. Um exemplo a seguir por um Homem, com agá maiúsculo - bom. Viveu feliz porque fez o que quis fazer, sobretudo serviço público.
   Já estava doente. Perguntei-lhe: Como vai? -Vamos… No sonho, na realidade e… Interrompeu: - E na luta sem abdicar. Parar de lutar é acobardar! Um notável exemplo.
   Não morreste/ só fisicamente nos deixaste. /A defesa do SNS ficará empobrecido./ Em tua homenagem, pugnaremos por ficar enriquecido.
   Um Abraço comovido a João sem medo, até à Eternidade!

          Vítor Colaço Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.