domingo, 22 de julho de 2018


Promoção social “low cost”...


Na sua coluna “”Passeio Público”, no JN, o prof. Hélder Pacheco transcreve uma lista com a nova designação proposta para as velhas profissões ainda não justamente contempladas que um amigo lhe passou. Diz ele: “Em tempos de “Comissários”, “Curadores” e outros títulos de alto gabarito nos novos altares do progresso, propõem-se as seguintes designações modernas para antigas profissões:

“Operador de gestão de resíduos = sucateiro; Técnico de colisões = chapeiro; Agente técnico de estacionamento = arrumador; Supervisora de bem-estar, higiene e saúde = mulher da limpeza; Distribuidor de recursos humanos = motorista de autocarro; Acessor de engenharia civil = trolha; Coordenador de movimentações e vigilância nocturna = segurança; Técnico de limpeza e saneamento de vias públicas = varredor; Especialista em logística de combustíveis = empregado de bomba de gasolina; Consultor de logística alimentar = empregado de mesa; Conselheira de assuntos gerais = cartomante; coordenador de fluxos de entradas e saídas = porteiro.”

E pergunta Hélder Pacheco se em lugar do pedantismo lexical que procura o reconhecimento social de actividades ainda consideradas secundárias, não seria mais sério, justo e eficaz acabar com a vergonha do trabalho precário, dos recibos verdes, contratos a termo e terceirização...


Amândio G. Martins

3 comentários:

  1. As palavras, sempre as palavras, tão capazes de traduzir o pensamento e realidade como de ser uma capa de ocultação ou torção daquelas...

    ResponderEliminar
  2. Com "carícias" assim se tenta enganar os "tolos"...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.