segunda-feira, 9 de julho de 2018


Do ar que respiramos...


...À água que bebemos – suportes básicos de vida - tudo está dependente da forma como tratamos o ambiente, de cuja importância demasiados burgessos demoram a dar-se conta, hipotecando a escassa inteligência à boçalidade daquele brutamontes americano que goza com o assunto, continuando a garantir ser uma invenção dos que querem enfraquecer o seu país!

Ao saber-se que Barack Obama vinha ao Porto, a expensas de uma organização da sociedade civil, dar uma palestra cujo tópico principal era a defesa do Acordo de Paris, uns pobres diabos que têm “ Donald the first” como ídolo não encontraram no seu bestunto coisa melhor do que acentuar quanto vinha auferir, “e para falar do clima!”, diziam.


Felizmente que, como Obama também realçou, “a maioria das pessoas no mundo são boas e decentes”;  e as suas acções em benefício da humanidade não deixarão à porcaria que assola o planeta caminho livre para prosseguir os seus malefícios...


Amândio G. Martins


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.