sexta-feira, 20 de julho de 2018

Retaliação com feijão

À guerra comercial desencadeada pelo instável presidente americano, o nosso governo não pode responder de peito aberto, porque não temos "cabedal" para isso e até poderia complicar a vida aos nossos compatriotas que lá estão.
Mas eu enquanto cidadão posso retaliar.Ontem fui ao supermercado e quando cheguei a casa descobri que tinha comprado um quilo de feijão americano.
Amanhã mesmo vou procurar trocá-lo e de futuro terei cuidado e seja feijão ou o que que quer seja americano não compro.
A meu ver se todos os cidadãos europeus agirem da mesma maneira os americanos acabarão por sentir o efeito, e talvez se possa ( pelo menos) evitar a reeleição desta sinistra figura.

Quintino Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.