segunda-feira, 4 de abril de 2016

No 36º congresso em Espinho


No 36º congresso do PSD, o actual ‘rei dos reis’ do reino laranja, foi coroado como o ‘senhor dos anéis’ em dedos estrangeiros.
Mas um espinho ainda lhe está espetado na garganta, uma vez que a sua postura perante a multidão ainda é de quem se julga ser o senhor de Portugal.
Todavia, dando o braço a torcer com algum esgar de dor contida, disse que a maioria de esquerda que sustém o governo de António Costa é “uma maioria consistente”, deixando cair o depreciativo termo de “geringonça”, que muitos dos seus subordinados usam.
No entanto, um acólito de púlpito, botando faladura, afirmou – vaticinando o pior – que “o governo de António Costa vai acabar num pântano falido”.
Infeliz Pátria é aquela que ouve tais pronúncios de morte, provindos de filhos do mesmo ofício de mal governar.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.