sexta-feira, 10 de março de 2017

O CAPITAL E A IRRACIONALIDADE FALAM MAIS ALTO




Decorreu o mês passado em Bali, Indonésia, a Cimeira dos Mares. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), propõe-se implementar a campanha; Mares Limpos. Lançando, nesse sentido, um apelo aos governos, empresas e consumidores para redução do uso de plásticos. 80% de toda a poluição dos oceanos, é constituída por plásticos. Aquela agência especializada da ONU, calcula que todos os anos vão parar aos oceanos 8 milhões de toneladas de plástico. Os efeitos para a fauna marinha, incluindo aves, são dramáticos. Afirmam os peritos, que a manter-se a este nível a poluição, em 2050, haverá mais plástico que peixe nos mares. A propósito, o PCP e o PEV, apresentaram recentemente na AR, uma proposta no sentido da redução e utilização de embalagens fornecidas em superfícies comerciais, visando dessa forma diminuir o lixo mas também os custos para o consumidor. A mesma foi chumbada pelo PS, PSD e CDS. As restantes bancadas votaram favoravelmente. O PSD, argumentou que tais propostas “ podem ter implicações negativas ao nível da concorrência e ir contra as leis do mercado”. O PS, sem deixar de reconhecer que esta matéria é da maior importância para a sustentabilidade ambiental e de admitir que é excessivo o numero de embalagens, alegou porém que é preciso “ponderação e dar passos seguros, sem colocar em causa a sustentabilidade económica”. Ou seja, primeiro o capital. O lucro. Mesmo em detrimento da nossa casa comum. Deste nosso tão belo planeta.
Francisco Ramalho

Corroios, 10 de Março de 2017

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.