terça-feira, 3 de julho de 2018


Das Dinâmicas do Mundo...


Refere o prof. Ricardo Reis, no “Dinheiro Vivo”, que um estudo pedido por Bill Gates a um economista mostra que, desde 1960, o número de crianças que morrem no mundo passou de vinte milhões por ano para seis milhões, número que ainda é terrivelmente elevado mas houve um grande progresso.

Por outro lado, a taxa de natalidade, desde 1960, caíu para metade do que era, de 5 filhos por mulher para 2,5 e este facto reflecte a melhoria das condições de vida das mulheres, com o acesso à educação e ao mercado de trabalho.

E, com base nestes números, o cenário catastrofista de colapso da Terra devido à explosão do número de pessoas que não pode alimentar ficará desactualizado, porque o crescimento da população não só estabiliza como diminui.

Entretanto ainda nos confrontamos com cerca de 10% da população mundial sem meios suficientes de sobrevivência; e os novos radicais, que atacam migrantes e defendem barreiras comerciais, dizem-se defensores dos pobres, mas só os que lhes podem dar votos; os pobres de outros países não lhes interessam para nada...


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.