terça-feira, 5 de abril de 2016

E se fosse eu?


A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), em colaboração com o ACM, Direção-Geral da Educação (DGE) e Conselho Nacional de Juventude (CNJ), vai lançar, no próximo dia 6 de abril, a Campanha Nacional “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”, com o objetivo de sensibilizar crianças e jovens para as dificuldades enfrentadas pelos refugiados.

3 comentários:

  1. Mais que não seja, esta iniciativa poderá contribuir para que, no futuro, haja menos "auto-suficientes" que pensam que estas coisas só acontecem aos "maus".
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Esta iniciativa também pode sensibilizar para que «fazer a mochila e partir» é normal, como normal será afinal ser «refugiado», bem como as causas que estão na origem deste gravíssimo problema humano, nomeadamente a guerra. Não me parece uma iniciativa oportuna e adequada.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.