terça-feira, 5 de abril de 2016

FRONTEIRAS DESPROTEGIDAS?


Talvez porque o governo não conseguiu (ou não quis) explicar o destacamento de 35 inspectores do SEF numa missão na Grécia, chamada Frontex, visando "ajudar as autoridades locais a receber e identificar refugiados que procuram a Europa" (sic dum despacho noticioso), fiquei muito surpreso e preocupado. Eu sei que pertencemos à UE e estamos obrigados a cooperar, mas francamente, num País tão pequeno e periférico, acabado de sair dum gravoso resgate financeiro, e com uma situação financeira tão complexa, penso que estamos a ser "bons alunos", a mostrar figura. O quadro de efectivos do SEF, com certeza vai abanar, com este destacamento, temporário que seja. Numa altura que os países Europeus reforçam a segurança face às ameaças do terrorismo e o Daesh ameaçou especificamente o nosso País, considero que há aqui muita leviandade e/ou incompetência do actual governo. Só espero e desejo veementemente que outras vozes, certamente mais influentes e autorizadas, que a deste anónimo cidadão, se elevem para meter juízo na cabeça de quem aceitou esta estratégia.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.