quinta-feira, 7 de abril de 2016

NINGUÉM DIGA QUE ESTÁ BEM...

                                                       “ARGUMENTUM BACULINUM”

Ora aí está uma tradição que deveria ser recuperada, já que há uns cento e tal anos era assim que as figuras públicas dirimiam os seus diferendos: à bengalada, à espadeirada e à pistolada.
É que se a populaça nunca deixou de o fazer, aqueles que acabaram por não achar tais métodos dignos de gente “civilizada” passaram a encomendar a coisa a terceiros, recusando-se a sujar as mãos, o que não é nada digno.
Todavia, no caso que agora causa polémica, há um desfasamento no tempo que coloca em maus lençõis o mauzão, dada a decrepitude da figura a quem traz prometidos os sopapos, cuja concretização se transformaria num chocante acto de cobardia…


                                               Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.