quinta-feira, 9 de março de 2017

Insulto à inteligência


Vão  longe  os  tempos em  que  as  bruxas eram  queimadas na  fogueira. Menos distante vai o tempo em  que as  ciganas liam a  sina. As  mais  remotas, nunca adivinhavam  quando  a   Inquisição as  ia buscar. As mais  recentes também não sabiam quando a  polícia lhes batia  á  porta e no  entanto sabiam  tudo tal  como  as  bruxas, perdão, as "doutoras" de  hoje que  tal  como  as  de  outrora nada  sabem,  nada  descobrem, nada  resolvem. Todavia, estes  chicos  e  chicas  espertos, especialistas em cartomancias e  outras  manigâncias, têm  á  mão uma autêntica autoestrada  para  explorar as  fragilidades  humanas, sejam  elas  de  cariz  intelectual ou  moral, um  autêntico  massacre audio visual e  escrito, uma  apelação ao  telefonema, ás  chamadas  de  valor  acrescentado, uma  pressão  doentia perante  uma  incompreensível  passividade  de  um  organismo  dito de  Alta Autoridade  para  a Comunicação Social, que  nesta   área como por  exemplo nos  concursos  televisivos, não intervem, nada  faz. O  JN, em  meados  de  Fevereiro publicou  uma  notícia  interessante que  terá  passado despercebida  a  muita  gente: as  chamadas   de  valor  acrescentado em  que  se   incluem as  "doutoras do  além" e  os  concursos  do  "ligue, ligue" estão  a  cair  a  pique mas mesmo  assim as  receitas continuam a  ser  de  muitos  milhões, milhões que enchem  os  bolsos de  muita  gente, de  apresentadores  de  pacotilha que  gritam  aos  quatro  ventos  e  fazem  palhaçadas de  bradar  aos  céus.  Infelizmente esta  triste novela é  comum ao  canal publico e  aos  privados. Sempre  as  mesmas  caras, os  mesmos  apelos ao  ligue, ligue, desgraças, crimes, páginas cor-de-rosa, máquina  da  verdade... uma  diarreia  verbal sem  fim á  vista, Tinha  razão Charles Dickens quando  disse :  "Qualquer  coisa que  faça  muito  barulho, é  satisfatório  para  a  multidão" ...

Zulmiro Raimundo

1 comentário:

  1. Só posso dizer que o assunto é extremamente pertinente e, como tal, acho que todos nos congratulamos com mais este novo companheiro de escritas. Estes "doutores" e "professores" são efectivamente uma praga na exploração impune de incautos e ignorantes. Parabéns amigo Zulmiro!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.