segunda-feira, 20 de junho de 2016

A CULPA É DO RONALDO?

A culpa é do Ronaldo?
A culpa é do Ronaldo, programa de humor, que todas as noites após o jantar dos portugueses, a televisão pública, isto é, a RTP 1, começou a apresentar e a oferecer aos telespectadores, desde que começou o XV Fase Final do Campeonato da Europa-França 2016 a partir do passado dia 10 de Junho, aquando da abertura, deste campeonato, no jogo inaugural entre a França-Roménia e teve mais incidência a partir da participação em especial da selecção nacional portuguesa de futebol, neste XV Campeonato da Europa – França 2016.
A Culpa é do Ronaldo, acaba por ser um programa divertido, e um meio-serão bem passado e divertido, apresentado pelo sempre bem-disposto e bem-humorado Pedro Fernandes, também conhecido por Pacheco, que tem a companhia do conceituado apresentador e comentador desportivo José Nunes, homem ligado a estas "coisas" do futebol, e os homens e jornalistas, estes mais especializados em questões de relembrar a história do futebol apresentando com exactidão os nomes e os números do passado e do presente, os não menos conceituados, jornalistas Rui Miguel Tovar e João Nuno Coelho. E, assim em todos os programas há sempre um convidado pelo Pedro Fernandes. Uns mais especializados nestas questões do chamado desporto rei, o futebol, os chamados os verdadeiros especialistas e os outros a atirarem mais para o humor. Enfim, acaba por ser um programa divertido e bem passado.
Agora, vou entrar num assunto mais a sério, e aproveitando o nome bastante sugestivo do programa, deste bem humorístico, A CULPA É DO RONALDO …acho, como já afirmei e volto a referir que é um programa divertido e engraçado, para o momento, um pouco triste que alguns de nós portugueses andam mergulhados pelas vicissitudes atribuladas deste nossos quotidiano muito "aporcalhado" e muito pouco social. Mas falando (aliás escrevendo), e aproveitando o título do programa, A CULPA É DO RONALDO, não querendo contudo roubar os direitos de autor. Mas se me é permitido vou passar a falar mais a sério, direi e acrescento que as culpas não são somente dele, do Ronaldo…não, não, estou ainda a falar até agora da fraca participação, após dois jogos já efectuados pela nossa selecção, cuja nota é negativa para quem partiu para terras gaulesas, com grandes ambições de trazer o "caneco"? Efectivamente a culpa não é somente do Ronaldo, a culpa são dos restantes jogadores que fazem parta dos 23 que compõem o plantel, dos técnicos e todo aquele elenco que compõem a caravana que se " passeou" até terras gaulesas. As culpas devem ser divididas igualmente pelo alarido demasiado dado e criado por toda a comunicação social e de todo o alarido que fizeram em redor de "meninos" mimados e bem pagos. A culpa não é só do Ronaldo, a culpa é igualmente dos postos que travaram os remates dos jogadores da selecção com o maior número de remates por jogo às balizas dos adversários. A culpa é do exagero criado em volta de uma selecção que até ontem dia 18, frente à Áustria, nada fez e se fez não foi o suficiente. A culpa é dos ses…se, a bola não tivesse batido no posto; se a bola não fosse defendida à queima-roupa pelo guarda-redes adversário. Se, o melhor jogador do mundo não tivesse a dez minutos do final da partida com Áustria falhasse aquele penalti…se, se, se, no fundo A CULPA NA FOSSE SÓ DO RONALDO, a nossa selecção podia hoje após a 2ª. Jornada do grupo F, respirar melhor. Ah! Estava-me a esquecer, e, se, se acabassem as máquinas de calcular nestas alturas de maior aperto, quando por norma é necessário fazer sempre contas, a nossa mentalidade podia ser outra. Espero bem que até quarta-feira dia 22 frente à Hungria, no jogo do tudo ou nada, eu possa e esteja completamente engano.
Assim seja!

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do Jornal  RECORD de 20 de Junho de 2016)
(Texto-opinião, publicado na edição Nrº. 45948 do Diário de Notícias da Madeira de 22 de  Junho de 2016)
(Texto-opinião, (resumido), publicado no Correio da Manhã de 22 de Junho de 2016)

MÁRIO DA SILVA JESUS

1 comentário:

  1. Esperemos, 'homens de boa-fé', que tudo dê certo para as nossas bandas.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.